Como Investir Dinheiro
Home » Economia » Como saber se minha declaração é completa ou simplificada?

Como saber se minha declaração é completa ou simplificada?

23 de março de 2022 - 89 views Como saber se minha declaração é completa ou simplificada?

Como saber se minha declaração é completa ou simplificada? Essa é uma dúvida muito comum entre os contribuintes, durante o período para entrega da declaração de Imposto de Renda e pode ser também a sua dúvida.

Pensando nisso, o Como Investir Dinheiro decidiu preparar um conteúdo completo, explicando as principais diferenças entre a declaração completa e a declaração simplificada.

Não sabe qual é a melhor alternativa para você? Não se preocupe, vamos ajudar você a descobrir ao longo desse conteúdo.

O que é declaração completa de Imposto de Renda

A declaração completa do Imposto de Renda é a forma mais detalhada de apresentar informações sobre as suas despesas e rendimentos ao fisco.

Nesse modelo, a Receita Federal considera suas despesas dedutíveis para efeitos de cálculo do imposto de renda e da sua restituição, caso possua direito.

Para efeitos da declaração completa do Imposto de Renda, você pode aproveitar as seguintes deduções:

  • R$ 2.275,08 por dependente informado na declaração;
  • 12% das contribuições para Previdência Privada;;
  • Até 3.561,50 por dependente, em despesas com educação;
  • Despesas médicas, sem limite de valor.curso de imposto de renda

O que é declaração simplificada de Imposto de Renda?

declaração-completa-ou-simplificada2

Na declaração simplificada, a Receita Federal não considera suas despesas dedutíveis para abater o valor do IR ou calcular a sua restituição, por mais que você informe uma das despesas listadas no tópico anterior.

No entanto, em contrapartida, você receberá um desconto de 20% na base de cálculo do IR, independente de ter registrado despesas com saúde, educação ou previdência privada.

Declaração completa ou simplificada: Qual a melhor opção?

Após conhecer os detalhes de cada modelo de declaração, fica mais fácil definir qual é a melhor opção para cada perfil de contribuinte.

Declaração completa: É a opção mais indicada para contribuintes que possuem um bom volume de despesas dedutíveis para incluir na declaração.

Declaração simplificada: É a opção ideal para contribuintes que não possuem, ou então, que possuem um número reduzido de despesas dedutíveis para apresentar na declaração de imposto de renda.

Na prática, como é possível observar, não existe a “melhor opção”, para todos os casos, cabe ao contribuinte, definir aquela que mais se encaixa com a sua realidade.

Por fim, a boa notícia é que o próprio validador do imposto de renda faz os cálculos para você, comparando os valores a restituir ou a pagar no modelo completo ou simplificado.

Sendo assim, basta escolher a opção que lhe garantir a maior restituição ou economia de impostos.

Viu só como é fácil saber se a sua declaração é completa ou simplificada? Na prática, é você mesmo que deve definir!

Quem precisa declarar o Imposto de Renda?

Agora que você já sabe se a sua declaração é completa ou simplificada, é hora de conferir quem está obrigado a apresentar a declaração de imposto de renda.

De acordo com a Receita Federal, são mais de 30 milhões de brasileiros obrigados a apresentar a declaração e os requisitos são os seguintes:

  • Quem recebeu no ano anterior rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;
  • Quem recebeu no ano anterior, rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte acima de R$ 40.000,00;
  • Aqueles que registraram ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeito à incidência do imposto;
  • Aqueles que realizaram operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
  • Quem detém a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, acima de R$ 300.000,00;
  • Quem obteve receita bruta tributável na atividade rural acima de R$ 142.798,50;
  • Quem passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês e nesta condição encontrava-se em 31 de dezembro.

curso de imposto de renda

Quais os documentos para declarar o Imposto de Renda?

declaração-completa-ou-simplificada3

Para preencher e declarar o Imposto de Renda corretamente, você precisará separar alguns documentos.

Para que você não esqueça de fornecer nenhuma informação ao fisco, separamos um checklist com os documentos e informações necessárias, confira:

  • CPF do titular e também dos seus dependentes;
  • Número do título de eleitor;
  • Comprovante de endereço atualizado;
  • Número do recibo da declaração do ano anterior;
  • Informes de rendimentos bancários e de investimentos;
  • Informe de rendimentos entregue pela sua empresa;
  • Documentos que comprovam a compra e venda de bens;
  • Documentos que comprovem a propriedade de bens, como obras de arte, joias, imóveis e veículos;
  • Comprovantes de despesas médicas e despesas escolares;
  • Dados Bancários.

Quem pode ser dependente no Imposto de Renda?

Como vimos anteriormente, se você optar pela declaração completa, pode obter descontos por cada dependente declarado.

Mas afinal, quem pode ser declarado como dependente no Imposto de Renda? Também preparamos uma lista para auxiliar você:

  • Cônjuges casados (a qualquer tempo) ou em união estável por mais de 5 anos;
  • Filhos ou enteados com idade até 21 anos ou até 24 anos, se forem estudantes;
  • Filhos de qualquer idade que tenham deficiências incapacitantes para o trabalho;
  • Irmãos, netos e bisnetos que estejam sob a guarda do contribuinte (mesmo critério de idade válido para filhos);
  • Pais, avós e bisavós com renda tributável de até R$ 22.847,76 em 2021;
  • Incapaz sob a guarda ou tutoria do contribuinte;
  • Jovem de até 21 anos sob a guarda do contribuinte.

Declaração completa ou simplificada: Como declarar o Imposto de Renda?

Agora que você já sabe se a sua declaração é completa ou simplificada e tirou outras dúvidas importantes sobre o imposto de renda, é hora de preencher a declaração.

Para começar, faça o download do validador do Imposto de Renda no site da Receita Federal e instale o mesmo no seu computador.

Na sequência, informe todos os seus rendimentos isentos e tributáveis e também as suas despesas dedutíveis.

Ao final, confira os dados fornecidos, escolha a melhor opção para o seu caso (completa ou simplificada) e transmita a declaração para o fisco.

Por fim, lembre-se de salvar o recibo de entrega e a sua declaração, pois esses documentos serão úteis no futuro, seja para obter empréstimos e financiamentos ou então para preencher a declaração do próximo ano.

Gostou do artigo? Então, salve o Como Investir Dinheiro nos favoritos e continue acompanhando nossos conteúdos!

curso de imposto de renda

Relacionados

Deixe seu comentário

© 2022 - Como Investir Dinheiro