Como Investir Dinheiro
Home » Fundos Imobiliários » Investir em fundos imobiliários, quais as vantagens e desvantagens?

Investir em fundos imobiliários, quais as vantagens e desvantagens?

14 de setembro de 2020 - 17 views Investir em fundos imobiliários, quais as vantagens e desvantagens?

O investimento em fundos imobiliários vem crescendo muito nos últimos anos, no entanto, algumas pessoas ainda não conhecem todas as vantagens e desvantagens oferecidas por essa modalidade de investimento.

Pensando nisso, o Como Investir Dinheiro, decidiu separar neste artigo, as principais vantagens e desvantagens dos fundos imobiliários, vale a pena conferir!

O que são fundos imobiliários?

De forma resumida, podemos dizer, que os fundos imobiliários possibilitam ao investidor a aplicação de recursos em imóveis de alto padrão alugados para grandes empresas e portanto capazes de gerar excelentes receitas.

Os fundos são administrados por profissionais e instituições do mercado financeiro e visam a captação de recursos voltados para a aquisição e comercialização de empreendimentos imobiliários como pontos comerciais, edifícios e shopping centers.

Estes imóveis tendem a gerar retorno financeiro, como por exemplo através das receitas de aluguel, retorno esse, que é distribuído proporcionalmente aos seus cotistas, sob a forma de dividendos.

Agora, que já sabemos o que são fundos imobiliários, podemos finalmente conhecer suas principais vantagens e desvantagens.

Veja também: Lista de fundos imobiliários mais rentáveis em 2020

Principais vantagens dos fundos imobiliários

Como não poderia ser diferente, vamos começar falando das vantagens encontradas nos fundos imobiliários, veja quais são elas:

Liquidez

A liquidez, certamente é uma das principais vantagens oferecidas por esse tipo de investimento, afinal em apenas 3 dias ocorre a liquidação de transações de compra e venda ocorrem em apenas 3 dias.

Assim, o investidor possui maior liberdade e facilite para movimentar a sua carteira e transformar seus ativos em dinheiro rapidamente no caso de emergências.

Renda Passiva

Os aluguéis são vistos como uma fonte de renda passiva, afinal o proprietário de um imóvel não precisa fazer absolutamente nada para receber o aluguel devido, bastando a ele apenas um imóvel para alugar e algum interessado em pagar pelo aluguel do imóvel.

A lógica é a mesma nos fundos imobiliários, que como já falamos é um tipo de aplicação que investe na locação e comercialização de imóveis para gerar lucros e dividendos para os seus cotistas.

Diversificação

Por meio de um único fundo imobiliário o investidor diversifica os seu investimento em diferentes imóveis, o que reduz os riscos de perdas, seja ela por inadimplência dos inquilinos ou até mesmo por uma desvalorização imobiliária em uma região específica.

Por falar em diversificação, como são geridos por especialistas no mercado financeiro, os fundos de investimento imobiliário acabam quase sempre contando com uma excelente diversificação de carteira, o que naturalmente oferece maior segurança para o investidor.

Baixo investimento inicial

Outra excelente vantagem oferecida pelos fundos imobiliários está na sua acessibilidade a todo e qualquer porte de investidor. Afinal, as cotas na grande maioria dos fundos giram em torno de R$ 100,00, uma quantia muito interessante para quem está apenas começando a investir e que ainda não conta com muitos recursos.

Maior rentabilidade

A rentabilidade oferecida pelos fundos imobiliários também é muito interessante, uma vez que o reajuste no aluguel de imóveis ocorre todos os anos com base no IGPM. Além disso, o investidor que aplica seus recursos nos fundos imobiliários pode obter rentabilidade com os dividendos mensais e também com a própria valorização das suas cotas.

Menor risco

A quem diga que nos fundos imobiliários existe sempre o risco da inadimplência, o que inevitavelmente compromete a distribuição de dividendos aos cotistas. No entanto, apesar de verdadeira, essa inadimplência é muito pequena em um contexto geral, uma vez que os fundos costumam atuar com a locação de imóveis comerciais e que em geral são alugados por bancos e empresas de médio ou grande porte.

Isenção de imposto de renda

Tradicionalmente, as aplicações da renda variável possuem incidência do famoso Imposto de Renda. No entanto, por sua vez, os fundos imobiliários são isentos de imposto de renda sobre a distribuições de dividendos, o que sem dúvidas é muito interessante e positivo para o investidor.

Maior ganho de capital

Todos nós sabemos que o mercado imobiliário é uma verdadeira mina de ouro, permitindo muita das vezes a aquisição de imóveis a preço baixo com venda posterior com boa margem de lucro devido a valorização imposta pelo mercado.

Quando isso acontece, o fundo imobiliário obtém bons lucros e como consequência seus cotistas também.

Principais desvantagens dos fundos imobiliários

Agora que você já conhece as vantagens encontradas nos fundos imobiliários é hora de falarmos também sobre o outro lado da moeda, ou seja, as desvantagens, confira quais são:

Riscos relacionados a administração e gestão

Os fundos imobiliários são administrados por empresas e gestores especializados neste fim, são eles que encontram os melhores imóveis para aquisição e também negociam o valor e as condições de aluguel com as empresas interessadas.

Sendo assim, o investidor por sua vez, acaba ficando nas mãos das decisões desses gestores por mais que em alguns momentos elas não sejam as melhores.

Sensação de impotência

Se você é daqueles investidores que gosta de ter controle total sobre os seus ativos, os fundos imobiliários não se encaixam no seu perfil, afinal, ele funciona como uma espécie de condomínio com centenas ou milhares de proprietários e um síndico que é na verdade o administrador.

Sendo assim, o investidor acaba figurando como apenas mais um condômino que nas assembléias, mediante seu poder de votação tenta influenciar em alguma decisão importante.

Risco de emissões frequentes de cotas

Os administradores dos fundos contam com a prerrogativa de realizar novas emissões de cota para captação de recursos, o que nem sempre é uma boa para o investidor, que caso não compre novas cotas acaba perdendo o seu percentual em termos de participação no fundo imobiliário.

Conclusão

Estamos chegando ao final deste artigo que tratou sobre as vantagens e desvantagens dos fundos imobiliários.

Ao longo do artigo, podemos perceber que assim como todo e qualquer investimento, os fundos imobiliários possuem algumas desvantagens, mas que no entanto, nem se comparam com as suas interessantes vantagens.

E você, já investe ou pretende investir na Bolsa de Valores? Então, não deixe de acompanhar o Como Investir Dinheiro e conferir tudo o que acontece de mais importante quando o assunto são fundos imobiliários.

Contamos com uma página exclusiva para abordar assuntos ligados a essa modalidade de investimentos, não deixe de conferir!

Relacionados

Deixe seu comentário

© 2022 - Como Investir Dinheiro