Como Investir Dinheiro
Home » Fundos Imobiliários » RECT11: Vale a pena investir nesse fundo imobiliário?

RECT11: Vale a pena investir nesse fundo imobiliário?

23 de maio de 2021 - 17 views RECT11: Vale a pena investir nesse fundo imobiliário?

Vale a pena investir no fundo imobiliário RECT11? Confira um relatório completo e gratuito sobre o RECT11 e veja se vale a pena investir neste fundo.

Dados Gerais sobre o Fundo Imobiliário RECT11

Nome: REC Renda Imobiliária

Código de Negociação: RECT11

CNPJ: 32.274.163/0001-59

Tipo: Fundo de Tijolo (Lajes Corporativas)

Objetivo do fundo: O principal objetivo do fundo é auferir receitas através do investimento e gestão ativa em ativos imobiliários de uso comercial.

Início do Fundo: Abril de 2019

Gestora: REC Gestão de Recursos

Administrador: BRL Trust DTVM

Prazo de Duração: Indeterminado

Taxa de Performance: Não há

Taxa de Administração: 0,17% a.a. sobre patrimônio líquido + 1% a.a. sobre patrimônio líquido (consultoria)

Cotas: 8.179.347

Patrimônio Líquido: R$ 763,3 milhões

Valor Patrimonial: R$ 93,32

Ativos do Fundo Imobiliário RECT11

Atualmente o fundo imobiliário RECT11 conta com 8 ativos distribuídos entre o Distrito Federal, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo. A Área Bruta Total Locável do fundo é equivalente a 88.270m².

Atualmente, o RECT11 conta com os seguintes imóveis no seu portfólio:

Edifício Agaxtur 

Endereço: Avenida Europa, n° 884, Jardim América, São Paulo – SP

Classe do ativo: A

Data de entrega: 1986

Valor total da aquisição: R$27.000.000

Área locável total adquirida: 1.962,60m²

Unidades adquiridas: 100% do ativo

Cap Rate de aquisição: 8,44%

Locatários: Agaxtur Viagens

Contrato(s): Agaxtur – Atípico com vencimento em set/2025

 

Edifício Corporate Emiliano 

Endereço: Rua Emiliano Perneta, 480 – Condomínio Centro Século XXI, Centro, Curitiba, PR

Classe do ativo: A

Data de entrega: 2012

Valor total da aquisição: R$ 47.616.089,66

Área locável total adquirida: 5.934,62 m²

Unidades adquiridas: 08, 11, 12, 22, 31 e 32 (86% do imóvel)

Cap Rate de aquisição: 9,13% ao ano

Contrato(s): Optum – Típico com vencimento em nov/2025

 

Edifício Canopus Corporate

Endereço: Av. Tamboré, 267, Alphaville, Barueri – SP

Classe do ativo: A

Data de entrega: 2012

Valor total da aquisição: R$143.838.559

Área locável total adquirida: 23.873

Unidades adquiridas: Torre Sul: 6° ao 17º, 20º e 23º andares

Torre Norte: 8º, 10º, 16º, 17º, 18º, 19º, 20° e 23°

Cap Rate das Aquisições: 9,24%

Locatários: Boa Vista S.A, Jari Celulose, Clientis, AGP, Corplex, Dock, Honeywell, PTLS, Habibs

Contrato(s): Típicos com vigências de 2022 até 2029

 

Edifício Complexo Madeira 

Endereço: Alameda Madeira, 328, Alphaville, Barueri – SP

Classe do ativo: A

Data de entrega: 2015

Valor Total da Aquisição: R$ 44.188.000

Área locável total adquirida: 4.403 m²

Unidades adquiridas: 12ª, 13ª, 14ª, 25ª e 26ª andares

Cap Rate Aquisição: 12,62%

Locatário(s): TCS (Tata Consultancy Services)

Contrato(s): Parte típico e parte atípico (benfeitorias) com vigência até 2029

 

Edíficio Parque Ana Costa

Endereço: Avenida Ana Costa, 433 – Santos/SP

Classe do ativo: AA

Data de entrega: 2013

Valor total da aquisição: R$60.644.080

Área locável total adquirida: 8663,44 m²

Unidades adquiridas: 41-42, 51-56, 61-66, 81-83, 85-86, 111-112, 122, 132, 141-142, 151-152, 161-162, 171, 172

Cap Rate de aquisição: 9,80%

Locatários: Modec, Hellmann, DB Schenker, Hapag Lloyd, CPFL, Caixa Econômica Federal

Contrato(s): Típicos até 2023, 2024, 2025, 2026 e 2028

 

Edifício Parque Cidade Corporate – Torre B

Endereço: SHCS Q.6 – BL A – Asa Sul – Brasília/ DF

Classe do ativo: AAA

Data de entrega: 2009

Valor total da aquisição: R$67.321.311

Área locável total adquirida: 5.294 m²

Unidades adquiridas: 7º, 8º e 12º andares

Cap Rate de aquisição: 9,17% ao ano

Locatários: Prevent Senior, Mattos Filho

Contrato(s): Prevent Senior- típico até fevereiro de 2030 e Mattos Filho – típico até maio de 2031

 

Edifício Evolution Corporate 

Endereço: Alameda Xingu 512, Alphaville, Barueri – SP

Classe do ativo: AAA

Data de entrega: 2014

Valor Total da Aquisição: R$ 153.770.142

Área locável total adquirida: 14.929 m²

Unidades adquiridas: 1º ao 8º andares e unidades 1103-1104

Taxa de Ocupação: 100%

Cap Rate Aquisição: 8,00%

Locatário(s): Elo Participações Ltda.

Contrato: Típico com vencimento em novembro de 2024

 

Edíficio Barra da Tijuca

Endereço: Avenida Ayrton Senna, 2200, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro – RJ

Classe do ativo: AA

Data de entrega: 2006

Valor total da aquisição: R$264.685.539

Área locável total adquirida: 23.209,70 m²

Unidades adquiridas: 2 blocos com 3 andares: (100% do ativo)

Cap Rate de aquisição: 13,45%

Locatários: Telefônica Brasil S.A. (Vivo), Sotreq

Contrato(s): Típicos até março de 2026 e março de 2036

Além dos imóveis listados acima, o fundo imobiliário RECT11 conta ainda com os seguintes investimentos:

Renda Fixa (liquidez diária): R$ 75.383.580

CRI: R$ 44.964.246

Outros ativos : R$ 9.440.198

Proventos do fundo imobiliário RECT11

No acumulado dos últimos 12 meses, a distribuição de rendimentos do Fundo corresponde a 8,67%, ou o equivalente a 408% do CDI. 

Após dedução do imposto de renda, tributo que incide sobre rendimentos decorrentes de aplicações financeiras, o rendimento do Fundo passa a equivaler a 480% do CDI líquido do tributo.

O Fundo distribuiu entre abril de 2019 (primeiro mês após o encerramento de sua oferta inicial) e abril de 2021 um montante acumulado de 18,6% sobre a cota R$100 (versus um CDI acumulado, líquido de tributo, de 6,1%).

Dividend Yield

Dividend Yield-RECT11

Dividendos

Proventos-RECT11

Vacância

Vacância RECT-11

Gráficos: Funds Explorer

Gestão do Fundo Imobiliário RECT11

Fundada em 2015, a REC Gestão de Recursos S.A. é uma gestora de recursos e Consultora de Investimentos autorizada pela CVM com foco de atuação no segmento imobiliário. 

Os diretores e membros do Comitê de Investimento da REC – Moise Politi, Frederico Porto, Marcos Ayala e Max Fujii – possuem comprovada experiência nos segmentos de atuação.

Moise Politi

Com 38 anos de experiência no mercado financeiro imobiliário, Moise foi fundador e CEO da Brazilian Finance & Real Estate, empresa pioneira no segmento financeiro imobiliário.

Além desta experiência, foi Associado Sênior do Banco BTG Pactual, fazendo parte do Comitê de Investimento para Real Estate, diretor deprodutos imobiliários no Banco Pan, Sócio-executivo no Banco Ourinvest e na EITSA Serviços de Consultoria, Consultor na Blocker Assessoria de Investimento e Gestor de crédito no Chase Manhattan Bank.

Acumulou experiência no mercado de fundos imobiliários, securitização derecebíveis imobiliários e estruturação de operações de crédito imobiliário.

É autorizado pela CVM para atuar como Gestor de Carteira de Valores Mobiliários. Formado pela Escola de Engenharia Mauá em Engenharia Civil e realizou cursos em Harvard Business School e London Business School.

Frederico Porto

Sócio-fundador da REC. Com 20 anos de experiência no mercado financeiro imobiliário, Frederico exerceu o cargo de diretor-estatutário na Brazilian Securities (maior empresa de securitização no Brasil) e na Brazilian Mortgages (companhia hipotecária).

Atuou por 12 anos nos Estados Unidos, no Grupo de Finanças Estruturadas do escritório de advocacia Andrews Kurth LLP por 7 anos e, posteriormente, na GMAC/Rescap (atual Ally Financial).

Acumulou experiência em operações de securitizações (177 emissões de CRIs, em um montante superior a R$ 1,2 bilhões), financiamento imobiliário para pessoa física e jurídica, responsável pelas equipes de produto imobiliário, securitização, comercial e engenharia.

No mercado internacional, participou em operações estruturadas e securitização, e foi membro de equipe jurídica voltada para operações de tesouraria, mercado de capitais e financiamentos imobiliários nos EUA, Canada, México, Chile, Europa Continental e Austrália (totalizando mais de US$ 55 bilhões de operações estruturadas).

Formado em Direito pela PUC/SP e mestre em Direito pela University of Pennsylvania Law School. É licenciado para a prática do Direito no Brasil e no Estado de Nova Iorque nos Estados Unidos.

Marcos Ayala

Sócio-fundador da REC. Com 17 anos de experiência no mercado financeiro, Marcos exerceu o cargo de superintendente executivo em M&A proprietário no Banco Pan (controlado pelo BTG-Pactual e Caixa) e atuou como profissional de investimentos em ações e em private equity na Gávea Investimentos. Também atuou no Lazard, Morgan Stanley e Itaú BBA.

Acumulou experiência em M&A, investimento em ações e private equity em diversos setores tais como bancos, securitização, imobiliário, adquirência, consórcios, cartão de crédito, cartões pré-pagos, consumo, varejo, saúde, portos, refratários, açúcar e etanol. Na Gávea, atuou na originação e análise de investimentos em 3 fundos de private equity com capital comprometido combinado de US$ 2,2 bilhões.

Formado pela FGV/SP em Administração de Empresas. É autorizado pela CVM para atuar como Gestor de Carteira de Valores Mobiliários e possui certificação CFA e
CGA.

Max Fujii

Com 21 anos de experiência no mercado financeiro imobiliário, em especial fundos imobiliários de dívida, Max é formado em administração de empresas pela EAESP-FGV e trabalhou nos Bancos Itaú, Pan e Brazilian Mortgages.

No Banco Itaú, atuou em atividades de gestão de risco com ênfase em análise de risco de crédito, desenvolvimento de políticas, processos e produtos de crédito imobiliário.

No Banco Pan, atuou na precificação de ativos, enquanto no Brazilian Mortgages, desempenhou atividades de controladoria da instituição e dos fundos imobiliários sob gestão.

Você investe ou investiria no fundo imobiliário RECT11? Após ter acesso a esse relatório completo sobre o RECT11, qual a sua opinião e decisão como investidor?

Para ter acesso a mais conteúdos relevantes e gratuitos sobre o mercado financeiro, continue acompanhando o Como Investir Dinheiro!

Relacionados

Deixe seu comentário

© 2022 - Como Investir Dinheiro