Como Investir Dinheiro
Home » Ações » Como funciona a Bolsa de Valores ?

Como funciona a Bolsa de Valores ?

17 de fevereiro de 2020 - 5 views Como funciona a Bolsa de Valores ?

Você sabe como funciona a Bolsa de Valores? Neste artigo, o Como Investir Dinheiro pretende explicar em detalhes o mecanismo que gira em torno do funcionamento de uma Bolsa de Valores, assim você entende cada vez mais sobre o mundo dos investimentos e pode tomar decisões mais assertivas para o seu sucesso financeiro! Vale a pena acompanhar este artigo até o final!

O que é a Bolsa de Valores

A bolsa de valores é um ambiente destinado às negociações e ao processamento de valores mobiliários, o que inclui ações, commodities e títulos públicos, entre outros. Neste primeiro momento, já é possível perceber que o mercado de ações é mais do que um local destinado exclusivamente a compra e venda de ações.

Aqui no Brasil, as negociações que envolvem o mercado de valores mobiliários, ocorre através da Bolsa de Valores de São Paulo, que é operacionalizada pela B3, empresa responsável por garantir toda a estrutura que envolve as transações de diferentes valores mobiliários e a carteira de cada investidor.

Para entender como funciona a Bolsa de Valores, é importante destacar também, que atualmente todas as transações realizadas na Bolsa de Valores de São Paulo é realizada de forma totalmente eletrônica e segura. Assim sendo, a figura de centenas de corretores gritando ao telefone não existe mais por aqui.

Como funciona a Bolsa de Valores e o Mercado de Ações?

como-funciona-a-bolsa-de-valoresAgora, vamos entender de uma vez por todas sobre como funciona a Bolsa de Valores, acompanhe!

O mercado de ações é regulado pela CVM – Comissão de Valores Mobiliários, este é o órgão responsável por fiscalizar e regular o mercado. Já a operação do mercado acionário, o que envolve o processamento dos dados e das transações é de responsabilidade da empresa B3.

Quando uma empresa decide comercializar as suas ações na bolsa de valores, ela precisa protocolar um pedido junto à CVM e passar por diversos trâmites, quando liberada a empresa poderá lista os seus papéis na bolsa de valores.

Este é o momento em que a empresa fará a sua oferta pública inicial de ações, mais conhecida como IPO – Initial Public Offering, podemos a partir deste momento dizer que a empresa abriu o seu capital aos investidores. Na prática significa que os proprietários da empresa estão ofertando parte da organização aos investidores, visando a captação de recursos.

No mercado de ações, a oferta inicial, ou seja, quando uma ação é negociada diretamente entre uma empresa e um investidor, temos o que conhecemos como mercado primário. A empresa determina o valor inicial de suas ações e as coloca no mercado. Investidores analisam a oportunidade e decidem por comprar ou não tais ações. A partir do momento que um investidor compra uma ou mais ações ele torna-se também um dos sócios da empresa, mesmo que em percentual minoritário e proporcional ao número de ações adquiridas.

Em uma segunda etapa dentro do mercado de ações, temos o que conhecemos como mercado secundário. No mercado secundário os investidores podem negociar entre si, comprando ações de outros investidores e ofertando as suas ações para venda. Todo esse processo é intermediado pela B3, porém para comprar e vender ações será preciso abrir uma conta em uma corretora de valores.

Basicamente, esta é a estrutura de funcionamento do mercado de ações. Agora que você já sabe como funciona a Bolsa de Valores, vamos descobrir como é possível ganhar dinheiro investindo em ações.

Como é possível ganhar dinheiro investindo em ações?

ganhar-dinheiro-com-ações

Basicamente, existem algumas formas de obter lucros com ações:

  • Venda de ações;
  • Pagamento de juros sobre o capital próprio;
  • Recebimento de dividendos.

Vamos entender como funciona a Bolsa de Valores em relação a obtenção de lucros para seus investidores, veja:

Valorização e Venda de ações

Você pode auferir uma boa rentabilidade vendendo as suas ações por um valor maior do que aquele em que você comprou. Mas, como fazer isso? Afinal, quem compraria ações por um valor maior do que deveria?

Aqui que começa a mágica do mercado de ações. Uma ação pode sofrer valorização ou desvalorização.

A oscilação no valor das ações levará em consideração diversos fatores de mercado, políticos e econômicos. Se o mercado prevê que as vendas de determinada empresa vão subir ou se até mesmo já estão subindo, é provável que o seu valor de mercado, ou seja as suas ações também se valorizem. Por outro lado, se é esperado um prejuízo para determinada empresa, as suas ações são desvalorizadas, afinal qual o investidor que deseja ser sócio de uma empresa que amarga resultados negativos?

Em síntese, o mercado acionário trabalha com base na lei da oferta e da procura. Se uma empresa anda mal, muitos querem vender as suas ações e poucos pretendem comprar, com isso o seu valor diminuir. Por outro lado, se há muitos investidores propensos a comprar uma ação de determinada empresa e poucos para vender, a ação fica valorizada e o seu preço sobe.

Saber o momento certo de comprar ou vender uma ação, é a regra mais importante do jogo, que requer sangue frio e uma série de análises econômicas para se obter sucesso. Uma ação em desvalorização, pode ser vendida hoje, por um valor abaixo do esperado por determinado investidor, mas algum tempo depois esta mesma ação pode valorizar-se de forma significativa, causando arrependimento em quem a vendeu. Esta portanto é a primeira forma de ganhar dinheiro com ações, através das operações de compra e venda.

Pagamento de Dividendos

Algumas ações oferecem aos seus investidores, o pagamento de dividendos, que na verdade trata-se de uma divisão dos lucros auferidos pela empresa em determinado período. Ou seja, você recebe um retorno financeiro por ser sócio da empresa. Existem empresas que oferecem dividendos anualmente, outras semestralmente e algumas até mesmo mensalmente.

Para descobrir como determinada ação, distribui resultados, é preciso estudar o prospect da empresa. O prospect é um documento em que a empresa detalha uma série de informações a respeito das ações ofertadas, inclusive a respeito da periodicidade referente ao pagamento de dividendos.

Segundo a legislação brasileira, toda empresa deve distribuir através de dividendos ou na forma de juros sobre o capital próprio o mínimo de 25% dos seus lucros.

Juros sobre o Capital Próprio

Algumas empresas optam por oferecer aos seus acionistas o pagamento de Juros Sobre o Capital Próprio – JSCP. Enquanto que os dividendos são isentos de IR, o juros sobre o capital próprio sofre dedução na fonte de 15%, no momento em que o valor é recebido pelo investidor.

Ao distribuir seus lucros através do JCSP, a empresa recebe o benefício de redução em seu imposto de renda, uma vez que os juros sobre o capital próprio podem ser lançados como despesa na declaração de imposto de renda.

Até aqui, conhecemos três diferentes formas de a respeito de como ganhar dinheiro com ações, agora precisamos alertar sobre a perda de dinheiro com ações.

Desvalorização das ações

Uma ação desvaloriza, por fatores externos que afetam a confiança dos investidores sobre os resultados positivos para determinada empresa.

Um ótimo exemplo para ilustrar esta situação é a Petrobras. Todos sabem que a companhia passou recentemente por desvios envolvendo a corrupção. Esta situação ocasionou uma grande desvalorização das ações. Outra situação comum que costuma interferir no valor das ações é o congelamento no preço dos combustíveis. Mas, por que esses fenômenos desvalorizam as ações da Petrobras? A resposta é muito simples: Os investidores perdem a confiança no poder da empresa em gerar lucros e pagar bons dividendos.

Para não perder dinheiro ou minimizar os prejuízos em casos como esse, o investidor precisa conhecer bem e acompanhar o mercado, evitando vender as suas ações em momentos de baixa, desde que exista possibilidades de reversão e melhora dentro de algum tempo.

Quais os tipos de ações disponíveis no mercado?

Para entender melhor sobre como funciona a Bolsa de Valores, é indispensável conhecer os tipos de ações disponíveis no mercado.

Ações Ordinárias

As ações do tipo ordinária permitem ao investidor uma ação mais direta em relação a administração da companhia, pois um investidor com ações ordinárias tem poder de voto nas decisões. Deste modo, os grandes acionistas, ou seja, aqueles que possuem um percentual expressivo em ações de determinada empresa conseguem influenciar as decisões estratégicas da empresa.

Ações Preferenciais

 Diferentemente das ações ordinárias, ações preferenciais não permitem direito a voto, ou participação nas tomadas de decisão, entretanto, possui preferência na ordem de distribuição dos lucros da companhia.

Units

Menos comuns, as units são ativos formados por mais de uma espécie de valores mobiliários, em uma Unit é possível adquirir um grupo de ações ordinárias e preferenciais, uma espécie de pacote.

Ações Fracionadas

As ações comercializadas no mercado fracionário, são aquelas comercializadas através de um percentual de determinada ação. Uma ação pode ser dividida por exemplo em 100 outras ações unitárias ou fracionadas, facilitando assim a sua comercialização devido ao seu menor custo.

Como funciona a Bolsa de Valores: Custos e Tributos sobre o investimento em ações

Temos certeza que com tudo que estudamos até aqui, você já entende como funciona a Bolsa de Valores. Agora, vamos entender quais os custos e os tributos envolvidos em uma negociação realizada através deste mercado.

Taxa de Corretagem

A taxa de corretagem é um valor previamente determinado e cobrado pelas corretoras de valores por cada transação de compra e venda de ações na bolsa de valores. Este valor pode ser fixo ou em formato percentual sobre o valor investido.

Portanto, na hora de escolher a sua corretora, é preciso está atento ao valor cobrado a título de taxa de corretagem, para otimizar os seus lucros.

Taxa de Custódia

A taxa de custódia é um percentual que pode ser cobrado pelas corretoras mensalmente, com o objetivo de fazer frente aos custos operacionais da empresa junto a bolsa de valores. Porém muitas corretoras já deixaram de cobrar esta taxa.

Emolumentos

Os emolumentos são taxas fixas cobradas pela B3 (operadora da bolsa de valores) por cada operação realizada. Essa taxa varia de acordo com a transação efetuada e com o tipo de investidor (pessoas físicas e fundos de investimentos).

Imposto de Renda

imposto-de-renda-em-açõesA princípio as ações possuem isenção no imposto de renda, entretanto existem algumas operações tributadas, onde os investidores acabam não conseguindo fugir do tradicional leão do imposto de renda!

O investidor deve contribuir com um percentual de 15% sobre o seu lucro líquido, sempre que realizar vendas de ações que somadas ultrapassem os R$ 20 mil dentro de um mesmo mês.

Já na modalidade Day Trade, não existem isenções e o investidor deve contribuir com uma alíquota de 20% sobre os seus lucros em todas as operações.

Quanta informação, não é mesmo? Entender como funciona a Bolsa de Valores, é um dos primeiros passos para tornar-se um investidor de sucesso. Para continuar aprendendo sobre o mercado financeiro e ficar sempre por dentro das novidades e oportunidades, continue acompanhando o nosso site!

Veja também: Quais as Melhores ações para 2020?

Relacionados

Deixe seu comentário

© 2022 - Como Investir Dinheiro